4 dos Serial Killers Mais Sanguinários de Todos os Tempos

18:52 Diego Santos 0 Comments

1 Richard Trenton Chase

Chase foi um serial killer norte-americano que matou seis pessoas no intervalo de um mês na década de 70, recebendo o apelido “Vampiro de Sacramento” por beber o sangue de suas vítimas e devorar partes de seus corpos. Segundo o assassino, o motivo de seus crimes era prevenir que nazistas amigos de alienígenas transformassem seu próprio sangue em pó através de um veneno que eles haviam colocado sob a saboneteira que ele tinha em casa.
Suas vítimas foram Ambrose Griffin, um engenheiro de 51 anos de idade, Teresa Wallin — que estava grávida —, Evelyn Miroth, de 38 anos e Don Meredith, vizinho de Evelyn, assim como Jason, de 6 anos, e David, de 22 meses, filho e sobrinho de Evelyn, respectivamente. Todas as vítimas foram mortas a tiros, e Chase foi pego depois de ser visto por uma testemunha enquanto tentava se livrar dos corpos.
serial killer foi condenado a morrer na câmara de gás, mas acabou cometendo suicídio na prisão, morrendo devido a uma overdose de antidepressivos que o médico da instituição havia prescrito.

2 – Jeffrey Dahmer

Conhecido como “Canibal de Milwaukee”, Dahmer foi responsável por abusar, torturar, matar e devorar partes dos corpos de 17 homens e meninos entre os anos de 1978 e 1991. O primeiro assassinato ocorreu quando o canibal tinha apenas 18 anos de idade, e Dahmer foi preso depois de uma de suas vítimas, Tracy Edwards, ser vista correndo pela rua com algemas.
O rapaz contou à polícia que o canibal havia tentado matá-lo, e, quando foram investigar, apesar de Dahmer alegar que tudo não passava de uma confusão, os oficiais encontraram fotos de corpos esquartejados em posse do assassino. Ao revistar o apartamento, os investigadores encontraram um verdadeiro cenário de terror.
Os policiais descobriram várias cabeças guardadas no freezer, dois crânios enfeitando o computador e um barril contendo vários membros em decomposição. Os investigadores também encontraram evidências de que Dahmer consumia a carne de suas vítimas. O canibal foi sentenciado a 937 anos de prisão em 1991, mas, em 1994, morreu depois de ser espancado por outro preso.

3 – Joachim Kroll

Kroll foi um serial killer e canibal alemão que, embora tenha sido condenado pela morte de 8 pessoas, admitiu ter assassinado ao menos 13. Também conhecido como “Canibal de Ruhr”, Kroll foi preso em 1976, depois de policiais que investigavam o desaparecimento de Marion Ketter — uma menina de 4 anos — em um prédio residencial ouvirem uma história estranha de um dos moradores.
O homem em questão contou que, após perguntar ao vizinho — Kroll — se ele sabia o que poderia estar entupindo o encanamento do prédio, ele simplesmente respondeu “tripas”. Os policiais foram ao apartamento do assassino e encontraram o corpo da menina cortado em pedacinhos. Alguns pedaços estavam guardados na geladeira, enquanto uma das mãos estava sendo cozida em uma panela com água fervente.
Os investigadores também descobriram que os intestinos de Marion realmente estavam obstruindo o encanamento. Kroll contou à polícia que costumava fatiar partes dos corpos de suas vítimas e prepará-los para economizar na conta do supermercado e, em 1982, o canibal foi condenado a cumprir nove sentenças de prisão perpétua. Ele morreu na cadeia em 1991, depois de sofrer um ataque cardíaco.

4 – Andrei Chikatilo

O ucraniano Chikatilo se tornou famoso depois de confessar ter assassinado 53 mulheres e crianças entre 1978 e 1990, além de ter devorado dezenas delas. Também conhecido como “Açougueiro de Rostov”, o serial killer cresceu atormentado pela história de que um de seus irmãos teria sido sequestrado e devorado por seus captores durante o Holodomor, genocídio provocado por Stalin e que resultou na morte de 12 milhões de pessoas por falta de comida.
Chikatilo era impotente e só conseguia chegar ao clímax sexual depois de matar suas vítimas a facadas. O assassino costumava assediar suas presas — a maioria crianças — em estações de ônibus e trens, oferecendo a elas brinquedos e doces. Embora estivesse na mira da polícia, o ucraniano conseguiu se safar até que foi finalmente capturado ao ser flagrado pelas autoridades quando tentava abordar crianças.
Durante o julgamento, Chikatilo foi mantido dentro de uma espécie de jaula para evitar que os familiares de suas vítimas o matassem com as próprias mãos e se descreveu como uma besta louca e aborto da natureza. O Açougueiro de Rostov ainda descreveu como fatiava e consumia partes dos corpos de algumas das pessoas que ele matou, sendo executado com um tiro na cabeça em 1994.
FONTE - MEGA CURIOSO

0 comentários: